quarta-feira, 15 de abril de 2009

PURAMANIA FECHA PRIMEIRA NOITE DO XX CRYSTAL FASHION

A Puramania encerrou a primeira noite (13) do XX Crystal Fashion com sua coleção outono-inverno 2009. Formatos e tecidos diferentes não faltaram na passarela, que trouxe 60 modelos, o maior casting do evento. O objetivo era mostrar o maior número de roupas possível sem intervalos ou pausas para que os modelos pudessem trocar de roupa. Entre os modelos, a presença mais ilustre certamente foi a da top Mariana Weickert (foto da esquerda), em sua sexta participação no Crystal Fashion. “Já estou em casa aqui no Crystal Fashion, ando descalça, arrumo o camarim”, brincou a modelo após o desfile. O tema da coleção Puramania era o folk, não necessariamente de um lugar certo, mas o étnico em geral. O que se viu na passarela, no entanto, foi uma moda urbana com o predomínio do jeans: calças, bermudas, saias, vestidos, jaquetas, etc. Tudo passava pelo denim e com vários tratamentos diferentes: lixados, puídos, resinados e de tingimento tie-dye. A própria Mariana Weickert abriu o desfile com um vestido jeans em camadas de várias cores diferentes, dando o tom para a moda Puramania. Durante a primeira parte do desfile, tons de cinza, prata e azul dominaram a passarela. As mulheres usavam meia-calça cinza listrada, peça que serviu como base para todos os modelos femininos. A cor chegou aos poucos, primeiro com o contraste entre o branco e o preto até aparecer no final do desfile com estampas listradas e em xadrezes que traziam toques em vermelho e verde. Para os homens, destaque para bonés e sobreposição de estampas. O diretor de desfiles da Puramania, Robson Schultz, veio comandar o desfile em Curitiba para que nenhum detalhe desse errado. Segundo ele, o conceito étnico influenciou toda a produção do desfile. O cabelo, por exemplo, foi “eliminado”, puxado para trás em forma de coque. “O cabelo curto é uma tendência internacional. Deixamos as modelos que já tinham o cabelo curto ou em estilo afro, mas prendemos todos os cabelos compridos”, explica. O mesmo aconteceu com a maquiagem. Nada de batom (outra tendência internacional) e muito pouco blush. Todo o destaque foi para os olhos, que teve o delineador como base para olhos borrados. “Todas as culturas parecem ter o preto no olho como uma maneira em comum de se expressar. Mulheres japonesas, africanas, do leste europeu. Vemos os olhos com maquiagem preta em todas essas culturas”, diz Schultz. Mariana Weickert teve três entradas na passarela, sem contar a entrada final, junto a todos os modelos e o ao proprietário da marca, Chebli Nabhan. Para o empresário, é sempre bom desfilar no Crystal Fashion. “Sempre estamos presentes aqui e somos muito bem recebidos, é um evento organizado que nos acolhe calorosamente”, comentou após o desfile. Fotos: Ricardo Pacak

Um comentário:

Val disse...

Ótima reportagem parabéns para vcs e a PURAMANIA tb arrasou huhuh